marcas

Mulher de 22 anos denuncia estupro coletivo em Brusque

Uma mulher de 22 anos denunciou que foi estuprada por oito homens em Brusque. O caso aconteceu em abril, mas ela só teve coragem de procurar a polícia esta semana, porque estava sendo ameaçada.

Com medo, a jovem não quis ser identificada.Ela é casada, tem filhos e trabalha em uma repartição pública, onde também trabalham os suspeitos. “Eram oito (homens) no total. Todos participaram. Taparam minha boca”.

A mulher conta que marcou um encontro com um colega de serviço, mas ele teria a levado para um local com outros sete homens.

“Eu embarquei no carro com ele e quando cheguei lá eu me reparei com mais rapazes. Não teve mais como eu voltar atrás. Quando eu falei que eu não queria mais, simplesmente eles me agarraram e me levaram para dentro de uma casa abandonada”.

Ameaças

Desde abril, ela conta que vem sofrendo ameaças e por isso não contou para o marido e nem procurou a polícia. “Devido ao medo e também, no caso, como se tratava de uma traição, meu marido ia ficar sabendo. Ele só ficou sabendo uns dias atrás, quando eu fui agredida por eles de novo. Meu marido viu as marcas no corpo e me questionou”, conta.

Há duas semanas ela diz que foi agredida quando saia de casa. Depois de meses em silêncio, ela resolveu contar o caso para o marido e registrar uma queixa na polícia.

Sem investigações

O delegado Alex Reis Bonfim informou que por enquanto não foi aberto um inquérito policial. Segundo ele, a vítima precisa fazer um pedido formal para começar as investigações.

Para o delegado, só o boletim de ocorrência não é suficiente para começar a investigação. A mulher tem seis meses para pedir que a Polícia Civil apure os fatos. Ela deve ser ouvida pelo delegado ainda nesta quinta-feira.

Fonte: G1 Santa Catarina

Comentários no Facebook